Marina Mota

Marina Mota

Marina Mota faz parte do imaginário de uma geração pelas suas inúmeras aparições como actriz, quer em novelas ou séries de televisão, mas também no teatro de revista. No entanto, o seu talento para a dimensão artística, revelou-se muito cedo e no fado. A Alcantarense, edita desde os anos 70, fruto de um génio precoce, conquistando ainda menina inúmeros concursos de fado, um deles – Concurso de Fado Amador do Mercado da Primavera -, imaginem, com um júri presidido por Alfredo Marceneiro e integrado por nomes como os de Maria da Fé e Ada de Castro.